Gernaide Cezar
Palavras Plásticas
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos



 
Tatuei um sonho
 
Tatuei um sonho na parte da lua cheia
Na desconstrução ficou uma sombra
O meu gesto é todo desfeito no silêncio
Pela revolta dos inocentes alienados
 
Tenho cravado na alma um voo livre
Com asas de um trigal em canto
Que na noite aquieta minha voz
Em frente ao livro que  perpassa
 
No conflito respingo uma luz sobre a ideia
Que exalta o meu ego e ejacula alegria
Vejo uma página inerente ao cair da noite
Que trafega na luz dos meus olhos
 
Não sei por que a morte caiu com vida
No escuro ébrio da construção azul
O meu desejo escorre na lágrima feliz
Que projeta uma sombra quase abstrata
 
Vivo com as palavras das tintas que pinto
Num crepúsculo amontoado de sonhos
Na forma sensível da minha solidão
Nos lábios trago um beijo como oração
 
 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 24/07/2019
Alterado em 26/07/2019


Comentários