Gernaide Cezar
Palavras Plásticas
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Na noite

Caminho em meio ao tempo
O silêncio dorme na fantásia
Em plena luz do luar
E assim são outras tantas noites
Vejo tudo no espelho da água clara
De mais um amanhecer
A claridade é fatiada na luz
Que espalha raios de sol
Brilhando nos jardins
O dia segue devagar
E se estreita no momento
Como se fossem dias iguais
Na manhã de solitária avenida
Que perpassar na contramão
De uma vontade explícita
Na lágrima que escorre feliz



 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 12/01/2020
Comentários