Gernaide Cezar
Palavras Plásticas
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
Era um sonho

Sigo um caminho longo
Por uma trilha muito vaga
Em forma de uma grande nódoa
Que encantava a imensa paisagem

Tudo seguia em plena harmonia
Num sentido flexível ao vento que passava
E levava embora tudo que eu sempre desejava
Para eu conseguir ao menos pegar no sono

Até rasguei o céu por você ter me dado permissão
A sua ausência é como um membro cansado
O tempo manipulava uma dor vaga
Num tempo que abatia no meu sonho

Estendia na noite a esperança
De juntar todos os fragmentos
Do seu amor fincado em meu Eu
Profundo pela ilusão andável
Que confundia o passado presente e futuro.
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 06/05/2021
Alterado em 06/05/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários