Gernaide Cezar
Palavras Plásticas
Capa Textos Fotos Perfil Livro de Visitas Contato
Textos
O tempo celebra

O tempo escoa na hora desolada
Deformando o canto risonho da noite
Numa fragrância em busca de abrigo
Para sonhar com a sua lembrança

O tempo estremece as minhas mãos
Aprofunda a marca clara vivida
Relata o sentimento em ofertório
Desenhando e penetrando na emoção

O tempo escala no silêncio útil
Fazendo prosperar em flores debilitadas
No sangramento pálido do eco
Que corre paralelo ao instinto

O tempo celebra e exalta as aventuras
Calando os fragmentos em várias partes
Perpetuando o abismo no vazio nu
Numa curva desenhada a esmo
Que derrama na lágrima um sorriso

 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 24/06/2021
Alterado em 24/06/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários